VEM PRA DENTRO

VEM PRA DENTRO é o programa de estratégias de acolhimento do público na sua pluralidade desenvolvido pelo Coletivo Desvio Padrão. Elaborado de acordo com a especificidade do local e da equipe demandantes, o programa busca provocar a reflexão, a sensibilização e a criação conjunta de recursos, ferramentas e tecnologias que garantam a recepção e a permanência de todo público, na sua diversidade. 

O programa é desenvolvido em 4 fases:

Fase 1 - Sensibilização |  Formação 

Orientada pelos diferentes membros do coletivo, a formação traz à luz a discussão acerca do corpo que sai da norma e dos processos de exclusão e segregação que sofrem. Aborda os conceitos de saúde, doença, loucura, deficiência e normalidade, tratando sobre os diferentes modelos de compreensão de tais  termos e os paradigmas criados a partir deles. Finalmente, propõe a reflexão da construção do trabalho num espaço cultural a partir da perspectiva da democracia cultural e da garantia de direitos, entendendo a cultura e a educação como direitos básicos de todo cidadão. Sob a perspectiva da garantia de direitos, como pensar estratégias para o acesso e a participação de todos? Que reflexões precisamos fazer? Quais recursos são necessários? 

Fase 2 - Formação Continuada | Consultoria

A reflexão acerca dos temas propostos na formação inicial se complementa e se aprofunda na Formação Continuada, agora somada à prática e às questões que aparecem a partir da lida cotidiana. Propomos também momentos de Consultoria para o auxílio em situações específicas como a adequação e adaptação de materiais, de formas de comunicação, de estratégias de facilitação do aprendizado nos cursos e oficinas, criação de instrumentais de avaliação dos projetos propostos, etc.

Fase 3 - Planejamento

Aqui traçaremos o plano geral de acessibilidade, pensando no acesso, permanência, aprendizado e fruição de público e colaboradores na sua diversidade. Para tanto, fazemos uma análise de todas as barreiras presentes - atitudinais, comunicacionais, urbanística-arquitetônica e física e posteriormente elaboramos um relatório com as propostas de melhoria. Aqui se pensa desde o espaço físico até os recursos de aprendizagem nos ateliês, passando por possíveis adaptações de material e estratégias alternativas de comunicação. O Planejamento é feito pelo Coletivo Desvio Padrão, com a participação ativa dos colaboradores do local demandante.

Fase 4 - Ação

Aqui colocamos em prática o plano de acessibilidade, fazendo as mudanças necessárias no espaço, na comunicação, no material didático etc, a depender do traçado e aprovado conjuntamente no planejamento. A Ação é gerenciada pelo Coletivo Desvio Padrão, com colaboração de outros prestadores de serviço e com participação ativa dos colaboradores do local demandante.

 

--

A avaliação do processo é parte estruturante do projeto e acontece constantemente e em todas as fases citadas.

Palestras, sensibilizações e consultorias

.